EN
EN

Para Canal+, a produção de documentários deve se conectar com a cultura pop

10/03/2017 | Fonte:

Na opinião do diretor de documentários e novos projetos editoriais do francês Canal+, Diego Buñuel, o documentário vive uma era de ouro e usar ferramentas da ficção como o storytelling e arcos narrativos para contar histórias verdadeiras tem ajudado o documentário a desempenhar o importante papel de conectar pessoas com a vida real.

Buñuel já trabalhou como diretor e produtor e está no Canal+ há dois anos. Ele criou um selo chamado Création Documentaire e o objetivo é trabalhar com assuntos modernos como migração ou o universo das competições de vídeo game. “Preciso de documentário blockbuster”, destacou o executivo. “É importante se conectar com a cultura pop para que pessoas que não gostam de documentários possam se interessar”.

Segundo Buñuel, o formato ideal de documentários para o Canal+ é longa-metragem, mas como o canal pertence a um grande grupo de mídia, é possível encaminhar documentários seriados a outros canais. O executivo contou que a média de investimentos nessas produções é de US$ 500 mil em média e, por isso, ele tem trabalhado com profissionais com bastante experiência.