EN
EN

Big data e algoritmos precisam ser cada vez mais usados pela indústria audiovisual, defende especialista

19/01/2017 | Fonte:

De que forma produtoras, canais e distribuidoras podem utilizar tecnologias como big data para conhecer melhor seus consumidores e oferecer o conteúdo certo para cada tipo de público? Esse será um dos assuntos abordados no RioContentMarket 2017, que acontece de 8 a 10 de março, no Rio de Janeiro.

No dia 8, o painel “Algoritimização & Consumo” discutirá o tema, com apresentação de Maria Luiza Reis, diretora da Lab245, e participação de Tiago Mello, diretor da Boutique Filmes e produtor executivo da série ‘3%’, a primeira produção brasileira para o Netflix. O encontro acontece das 11h15 às 12h.

Engenheira de formação, Maria Luiza é especialista em processamento e análise de dados, tendo prestado serviço para companhias como TV Globo, EMI Music, Petrobras, entre outras. “A indústria audiovisual precisa investir cada vez mais em projetos que permitam capturar dados e rodar algoritmos para agradar mais a audiência”, defende. “Há muita gente no mundo e todo tipo de gosto, mas é necessário saber quem gosta do quê, e oferecer o produto para a pessoa certa. É isso que o big data faz”, explica Maria Luiza.

Algoritmos permitem que um portal ou uma plataforma digital, por exemplo, compare o comportamento de um usuário com os hábitos de pessoas com perfil semelhante. “A tecnologia de big data cruza mais dados do que imaginamos. Cada vez que fazemos uma consulta na internet, algumas ferramentas capturam essa informação e, a partir dela, sugerem novas consultas antes mesmo de você pesquisar”, ilustra a especialista.

Outro exemplo de como a tecnologia funciona pode ser observado em aplicativos de streaming de vídeo e música, que acompanham as escolhas do usuário para oferecer um leque de novos conteúdos. “Ao selecionar um filme, o provedor de conteúdo sabe quais programas você já selecionou, quais viu até o final e de quais desistiu após um determinado tempo. Ele também sabe em que hora do dia isso acontece”, diz. Para ela, o segredo está em fazer combinações inovadoras para encontrar nichos cada vez mais rentáveis. 

O RioContentMarket será nos dias 8, 9 e 10 de março de 2017, no Hotel Windsor Barra, Rio de Janeiro. As inscrições para o evento estão abertas. Mais informações aqui.