EN
EN

LIFETIME busca séries factuais e realities com mulheres poderosas e divertidas

21/11/2016 | Fonte:

Presente em todas as edições do RioContentMarket, o grupo A&E OLE confirmou participação nas Rodadas de Negócios de 2017. O foco será conteúdos e parcerias para os canais Lifetime, History, H2 e A&E.

No caso do Lifetime, o maior desafio é encontrar projetos alinhados à proposta do canal. “O Lifetime não é um canal tutorial, mas sim um espaço para mulheres de verdade se sentirem apreciadas. Queremos celebrar a mulher como ela é e não ensiná-la a ser perfeita”, explica Krishna Mahon, diretora de Conteúdo Original da empresa. O maior interesse é encontrar propostas diferentes e criativas, especialmente séries factuais e realities com mulheres poderosas e divertidas, que tenham como referências as séries ‘Pequenas Grandes Mulheres’, ‘Dance Moms’, ‘Bring It’.

Para o History, a aposta nas Rodadas de Negócios é conteúdo não ficcional, que aborde temas contemporâneos, polêmicos e que despertem o engajamento do público alvo, majoritariamente masculino. A ideia é não seguir o tom professoral dos documentários tradicionais. A marca também tem interesse em séries de aventura, como ‘Homens da Montanha’, e programas ou realities show relacionados a business, a exemplo de ‘O Sócio’.

A empresa busca ainda projetos para o H2, plataforma multimídia do History que aborda conteúdos históricos de forma mais profunda. Para esse segmento, a A&E OLE pretende comprar apenas documentários ou séries finalizados que dialoguem com o universo geek e exaltem curiosidades das criações humanas.

Já para o A&E, canal voltado ao público adulto com um mix de conteúdos de entretenimento, o interesse é encontrar produções que abordem a temática do crime, como as séries ‘Até que a Morte Nos Separe’, ‘Desaparecidos’ e ‘Polícia 24h’.

Diferentemente dos mercados que vem sofrendo impacto com a retração econômica, o setor audiovisual brasileiro está crescendo. “Isso tem muito a ver com as leis de fomento que vem sendo instituídas no país, com o marco de regulação para a TV Paga e com a crescente demanda dos próprios canais por novos conteúdos. Nos últimos cinco anos, pudemos perceber um salto significativo de qualidade das produções brasileiras e ainda há muito espaço para crescer”, diz Mahon.

Nesse contexto, o RioContentMarket é um momento importante, pois contribui para impulsionar os negócios. Segundo a executiva, a A&E OLE fechou três projetos para  o History originados de conversas realizadas nas edições anteriores do evento: um com estreia marcada para janeiro de 2017, outro em fase de pré-produção e o último que deve ter o contrato de coprodução assinado ainda no mês de novembro. 

Além de novas parcerias e aquisições, a empresa tem interesse especial em propostas de branded content com canais abertos, canais internacionais e marcas parceiras. 

“A produção brasileira arrisca mais, é mais ousada, porque sai do lugar comum”, elogia a diretora do A&E OLE. 

O RioContentMarket é a hora de mostrar esses talentos. Fique atento: as inscrições para as rodadas de negócios vão do dia 5 ao dia 16 de dezembro. Mais informações aqui.